Centenas se despedem de cão fuzileiro dos EUA que serviu 3 vezes no Afeganistão

Labrador preto de 10 anos sofreu eutanásia após adeus oficial e emocionante de combatentes navais.

Centenas de combatentes, ex-colegas e civis dos Estados Unidos se juntaram para dizer adeus a Cena, um labrador preto com 10 anos que serviu em três missões no Afeganistão ao lado de fuzileiros navais. A despedida ocorreu antes de ele sofrer uma eutanásia em Michigan, já que chegou a um estágio avançado de câncer nos ossos.
Cena serviu como fuzileiro naval até a sua aposentadoria em 2014.

“Toda a minha vida adulta estive com Cena”, disse Young. “Quando tinha 19 anos, no exterior, aprendendo a ser responsável, eu estava com Cena. Agora tenho 27 anos e preciso dizer adeus a uma das maiores partes da minha vida”.
Young contou que os dois atravessaram um rio no Talibã enquanto escapavam de uma forte troca de tiros. Ele disse que Cena o ajudou a se aquecer durante algumas noites no deserto e foi sua companhia quando perdeu sete amigos e combatentes em três semanas.

A cerimônia antes de sua morte foi organizada pelo seu dono, Jeff Young, que foi acompanhado pelo cachorro durante seu período de combate no Afeganistão em 2009 e 2010 e, depois, o adotou oficialmente. Cena o ajudou após o período de guerra e depois virou um ajudante para o transtorno de estresse pós-traumático.

A cerimônia de despedida contou com a presença de integrantes da Liga de Combatentes da Marinha dos Estados Unidos, da Polícia do Estado de Michigan, do escritório de investigação do condado de Muskegon, da Polícia Municipal de Muskegon, do Departamento de Bombeiros de Muskegon e de várias outras autoridades, incluindo outro cão oficial, o Rex.
“Qualquer cachorro que tenha servido fora do país merece exatamente o que fiz por Cena, ou até mais”, defendeu Young.

--

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. Ana cristina disse:

    Não existe na terra nada melhor de que seu animal de estimação, ame ame muito seu amigão o meu ja partio sofru muito

  2. Ana cristina disse:

    E direito e dever de todos não maltrata e respeitar todos os animais inocentes eles merecem nosso amor é respeito

  3. Luana disse:

    Eu faria o mesmo. Sei bem como é perder não só um bicho de estimação, mas um companheiro, um amigo.

  4. Anônimo disse:

    Meu Deus que dor deste combatente , perder um grande amigo desta forma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.