Tártaro nos pets, cuidados e tratamento

455874

O tártaro nada mais é que uma placa bacteriana que surge pelo acúmulo de restos de comida nos dentes dos animais, produzindo toxinas irritantes que causam gengivite. Também é conhecido como cálculo dentário, atinge a maioria dos pets e pode ser evitado com escovações diárias e tratado com procedimento cirúrgico. É algo que normalmente não é levado a sério pelos donos, mas que a longo prazo, se não for tratado, pode causar mal hálito, a perda precoce dos dentes e até mesmo doenças graves e infecções em órgãos vitais como coração, fígado e rins.

É uma doença que não tem cura, mas pode ser controlada. O primeiro passo após a instalação da doença é o tratamento periodontal. O principal problema na hora da limpeza é a parte do dente que fica “escondida” pela gengiva, local que só se consegue acessar com o animal sob efeito de anestesia geral. A partir desse momento, os dentes são examinados um a um e são realizadas radiografias intra-orais para avaliar a parte óssea. Após a raspagem, os dentes são polidos com motor baixa rotação, utilizando uma pasta especial. Esse procedimento deixa os dentes mais lisos, diminuindo o acúmulo de placa.

Cao-Period-Des-w

A pergunta mais frequente dos donos é sobre os riscos da cirurgia. Hoje em dia, com os recursos disponíveis, os riscos são muito pequenos. O animal é entubado e recebe anestesia inalatória, com drogas que oferecem grande segurança. Além disso, durante todo o procedimento são monitoradas as funções vitais, como pressão arterial, frequência cardíaca e respiratória, igual no centro cirúrgico humano.

É possível sim prevenir, além da escovação que é o melhor método, estão disponíveis no mercado ossinhos artificiais, biscoitos e até rações especiais que ajudam na prevenção. Além disso, são recomendadas visitas anuais a um veterinário de sua confiança.

Dicas para escovação dos dentes:

Para começar, use escovas embutidas em dedeiras e lambuze de pasta com sabores atrativos (as pessoas geralmente estranham pastas com gosto de carne e preferem comprar uma de menta. Porém, certamente o seu cachorro irá preferir aquela que tem gosto de comida) – NÃO USE PASTAS DE DENTES HUMANAS! SEU CACHORRO PODE SER INTOXICADO, pode desenvolver gastrite, entre outras coisas, pois ele tende a engoli-la.

No início esteja preparado para perder várias escovas, pois eles vão querer brincar e acabarão mordendo e destruindo.

O ideal é que a escovação seja realizada diariamente, por um período de 15 minutos, porém se esta tarefa não estiver ao seu alcance, estabeleça como meta a escovação no mínimo uma vez por semana.

Todas as pastas de uso veterinário são produzidas para que o cão possa engolir sem causar nenhum dano de saúde.

Faça com que esta tarefa seja prazerosa para o seu cão. Ao término de cada escovação presenteie-o com um petisco, com o tempo ele vai se empolgar cada vez que você aparecer com a escova na mão.

Se o seu cão já tem tártaros, a escovação ajudará a evitar o crescimento do problema, porém, provavelmente a remoção só será concretizada em uma clínica veterinária, através do procedimento já citado anteriormente.

Aline Pereira

Sou uma mulher de 29 anos, trabalho na área financeira de uma imobiliária, mas meu maior sonho é ser veterinária. Amo os animais incondicionalmente. Sou mãe de dois peludos o Mayke e a Aisha, e também de uma tartaruga o Vitinho. Nada na minha vida é mais gratificante do que ajudar os animais, espero poder um dia ter um lugar para cuidar daqueles que não possuem um lar. Abençoada por Deus e agradecida por tudo que Ele me deu!!!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.