Tudo sobre castração de animais

perros-y-gatos

A castração é uma cirurgia simples, de baixo risco, que pode ser feita em todos os tipos de mamíferos, tanto nos machos quanto nas fêmeas. Não requer internação, mas envolve anestesia geral e não pode, de jeito nenhum, ser realizada por “curiosos” somente médicos veterinários devidamente habilitados podem realizá-la. Deve ser feita a partir dos 2 meses de idade, assim que terminar as vacinas dessa primeira fase e nas fêmeas recomenda-se que seja feita antes do primeiro cio. O pós-operatório é simples e basta uma semana de recuperação para que o animal fique “novinho em folha”. É o melhor mecanismo e humanitariamente correto que se conhece para impedir que cães e gatos procriem descontroladamente. É o instrumento mais eficaz que existe para garantir que não haja uma explosão populacional dessas espécies. Para se ter uma ideia do quanto esse assunto é sério, para cada bebê humano que nasce, nascem também 15 cães e 45 gatos. Em seis anos, uma cadela e seus descendentes, podem gerar 64 mil filhotes!

Nos machos, a castração consiste na retirada dos testículos. Nas fêmeas, aconselha-se fazer a histerectomia, que consiste na retirada do útero, trompas e ovários. Dessa forma, além de não gerar filhotes, a cadela ou gata também não correrá o risco de desenvolver tumores de mama, piometra (infecção bacteriana) e outras doenças ligadas ao aparelho reprodutivo. Ouvimos muitas histórias sobre a castração de animais de estimação. As mais comuns são que as fêmeas devem ter ao menos uma ninhada antes de serem castradas, para que sejam saudáveis e felizes. Já no caso dos machos, crê-se que a castração torna o animal triste e frustrado, pois não conseguiria mais cruzar. Não somente essas, mas todas as histórias relacionadas à castração, não passam de mentiras.

Os cães e gatos não precisam cruzar ou ter filhotes antes de serem castrados para sentir-se satisfeitos ou completos. Em outras palavras, sua saúde física e mental não será comprometida se eles não tiverem contato sexual ou filhotes. Esses são valores humanos. A realidade é que os cães agem por instinto e estão mais sujeitos à frustração se não forem castrados. Já imaginou quantas fêmeas entraram no cio, nos últimos anos, em seu prédio ou na sua rua? Esses possíveis “parceiros” são percebidos à distância pelos animais, mas não pelos humanos. Isso significa que o seu cachorro instintivamente vai querer cruzar, às vezes durante dias seguidos, sem nunca conseguir. Isso, sim, pode gerar frustração e representar um estresse constante na vida desses animais.

Algumas pessoas acham que castrar seu animal irá fazê-lo engordar e isso pode até acontecer, pois a saciedade diminui em relação ao apetite e o animal tende a comer mais por conta disso, cabe ao dono cuidar dando a quantidade necessária de ração. Pode acontecer também do animal engordar por ficar mais sossegado, é necessário que ocorra mais exercícios. Portanto, o mal não está na castração em si, e sim, na mudança de hábito.

Mesmo que você não possa pagar pela cirurgia, o custo da operação será amplamente compensado por aquilo que você deixará de gastar em um futuro parto, nos cuidados com os filhotes ou no tratamento de algumas das doenças que comumente acometem animais não castrados. Hoje, várias clínicas realizam castrações a preços reduzidos ou facilitam o pagamento. Se ainda assim ficar complicado, procure por ONG´s ou pela Prefeitura de sua cidade, anualmente são realizadas várias campanhas de castração gratuitas.

A maioria das pessoas quer ficar com um filhotinho do seu tão amado companheiro (a), eu sei como é isso, porque já tive essa vontade. Já tentei cruzar meu cachorro (ainda bem que não consegui e desisti), porque queria um pedacinho dele quando infelizmente ele virar uma estrelinha. Mas isso é algo egoísta de se pensar. Podemos ter sorte quando cruzamos uma fêmea em encontrar bons adotantes para uma ou duas ninhadas. Mas será difícil conseguir, todos os anos, de 10 a 15 pessoas responsáveis e dispostas a levar um filhotinho para casa. É preciso pensar também que cada um desses filhotes poderá gerar, a partir do primeiro ano de vida, outras dezenas de descendentes, que por sua vez também terão filhotes, dando curso a um ciclo interminável de crias e mais cães e gatos e fatalmente muitos deles acabarão sem lar, ou nas mãos de pessoas que não cuidarão deles com carinho. Infelizmente, a “solução” encontrada por muitos guardiões de mamães que dão cria é simplesmente jogar os filhotes na sarjeta, abandoná-los em portas de clínicas veterinárias ou, de maneira ainda mais cruel, afogá-los quando recém-nascidos. Então, a questão é por que deixar novos filhotes nascerem se não há lares suficientes para os que já existem?

perrita-con-cachorros

Se deseja tanto ter um animal de estimação, pense como primeira possibilidade em adoção. Atualmente são mais de 90 milhões de animais abandonados nas ruas e acolhidos em ONG´s. Para que esse número finalmente diminua, as pessoas tem que tomar consciência de que a castração e a adoção são as melhores soluções. Desses animais apenas 10% ganham a chance de ter um lar amoroso e donos responsáveis, ou seja, 90% nunca saberão o que é ter uma família, uma cama quentinha, uma bolinha para brincar… E a maioria desses animais foram abandonados pelos próprios “donos” ou muitas vezes foram brutalmente maltratados. Pense com muito carinho antes de querer cruzar seu animal ou quando querer aquele filhotinho da vitrine, visite um abrigo quem sabe um deles tocará seu coração. E vendo a triste realidade que eles vivem, perceba que a castração é sem dúvida alguma um grande ato de amor!

3108testa
Pensar que estará interferindo na natureza do seu animal quando toma a decisão de castrá-lo é desnecessário. Seu animal não faz escolhas, não alimenta expectativas quanto a unir-se a um parceiro e ter filhos nem nada no gênero. Enfim, ele não tem os valores idênticos aos dos seres humanos. É seu dever, como guardião, intervir e prevenir nascimentos indesejados, agindo não somente pelo bem do seu companheiro, mas também em prol de toda a espécie dele e da sociedade em que todos estamos inseridos. Será, portanto, um benefício, e não algo ruim.

Curiosidades:

  • Em fêmeas, o procedimento diminui o risco de câncer de mama. E quanto mais cedo, melhor: 99% das cadelas castradas antes do primeiro cio não desenvolvem a doença. Já em gatas, a castração reduz as chances de câncer de mama entre 40% a 60%.
  • Em machos, a castração reduz a frustração sexual e a necessidade de sair em busca de “namoradas”. Ao mesmo tempo, isso diminui o risco de fugas, atropelamentos e brigas com outros machos.
  • As fêmeas não ficam mais vulneráveis a infecções uterinas graves, como a piometra, uma vez que o seu aparelho reprodutor é removido durante o procedimento.
  • Já em machos, reduz-se em grande escala os problemas de próstata e evita-se o câncer de testículo, que pode ser fatal.
  • As fêmeas não entram mais no cio, poupando os tutores de lidar com o sangramento e com possíveis cães de rua importunando no portão.
  • Cães e gatos machos sentem menos necessidade de marcar o seu território com urina.
  • Seu animal de estimação também pode ficar mais dócil, facilitando a interação e reduzindo situações problemáticas – especialmente entre os que tinham comportamento agressivo antes.
  • Uma vez que seu cão está castrado, consulte seu veterinário sobre a quantidade de comida que você deve oferecer. Em geral, os animais castrados consomem menos calorias. Ressaltamos ainda que a castração em si não faz os animais engordarem. O que acontece em alguns casos é a redução de atividade física (o animal fica mais calmo), o que o leva a ganhar peso. Basta ficar de olho e não deixar de exercitá-lo.

Como podemos ver a castração só traz benefícios não apenas para os animais, mas também para os donos. Consulte um veterinário para maiores esclarecimentos, lembrando que cada animal é de um jeito, porém não há nenhuma contra indicação. Tome consciência de que castrar é um grande ato de amor, cuide daquele que tem tão pouco tempo de vida e que a maior parte desse tempo se dedica exclusivamente em te fazer feliz.

“A castração ainda é a única solução para o abandono. maus-tratos e crias indesejáveis!!!”

Aline Pereira

Sou uma mulher de 29 anos, trabalho na área financeira de uma imobiliária, mas meu maior sonho é ser veterinária. Amo os animais incondicionalmente. Sou mãe de dois peludos o Mayke e a Aisha, e também de uma tartaruga o Vitinho. Nada na minha vida é mais gratificante do que ajudar os animais, espero poder um dia ter um lugar para cuidar daqueles que não possuem um lar. Abençoada por Deus e agradecida por tudo que Ele me deu!!!

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. Maria Eva disse:

    Gostei

  2. Aline Pereira disse:

    Obrigada Maria Eva, fico mto feliz que tenha gostado =)

  3. GAP coupons disse:

    that could be the finish of this article. Here you will find some websites that we believe you

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.